Probiotic Femme Neo - 15 Cápsulas

Ref#: neovital03
R$ 86,44

Probiótico Femme Neo contém Lactobacillus rhamnosus e Lactobacillus acidophilus que ajudam a regular a flora vaginal. O composto VGA 1 permite manter o HP vaginal, evitando a adesão e proliferação de microrganismos.

A vaginose bacteriana (VB) é a principal causa de corrimento vaginal anormal ou leucorréia em mulheres em idade reprodutiva. É um distúrbio comum, afetando 30% das mulheres entre 14 e 49 anos nos Estados Unidos, e entre 4 e 14% da mesma faixa etária na Europa. Outra das infecções vulvovaginais mais frequentes é a vulvovaginite por cândida (CVV), que é a mais prevalente na Europa e a segunda nos EUA (75% das mulheres experimentam um episódio de vulvovaginite sintomática ao longo da vida e os 40-50%, pelo menos , um segundo episódio.)

A mucosa vaginal saudável possui um mecanismo de feedback que mantém sua ecologia normal. A flora vaginal mais comum é formada por Lactobacillus e gera um ambiente anaeróbio com pH entre 3,5 e 4,5. A função nutricional dessa flora é baseada na degradação do glicogênio que faz parte do muco vaginal, gerando, por sua vez, ácido lático, o que permite que o ambiente continue ácido. Nesse pH, a colonização e o crescimento de patógenos são inibidos. No entanto, certas circunstâncias podem causar alterações no ciclo normal e causar problemas de saúde do trato urogenital feminino, que podemos resumir em 4:

  • Vaginose bacteriana. Geralmente causada por Gardnerella vaginalis.
  • Candidíase vulvovaginal. É a mais conhecida e é causada pela Candida albicans.
  • Cistite. Extremamente comum e causado por Escherichia coli.
  • Doenças sexualmente transmissíveis. Amplo grupo de doenças causadas por vírus, bactérias ou fungos.

O composto VGA1 permite que o pH vaginal seja mantido entre 3,8 e 4,2, gerando ácido lático; gera substâncias antagônicas, como H2O2 e proteínas antibacterianas, que inibem o crescimento de patógenos; e adere à mucosa vaginal, competindo por nutrientes e evitando a adesão e proliferação de outros microrganismos.

De acordo com diversos estudos in vivo, tomar VGA1 por via oral gera redução dos sintomas e da frequência de seu aparecimento, tanto aqueles relacionados à dor, coceira, odor vaginal e corrimento, quanto desconforto uretral. Tudo isso indica que esse ingrediente pode melhorar os cinco maiores problemas relacionados à infecção vaginal.

Além disso, graças à sua ingestão oral, promove a ecologia e a funcionalidade intestinal.

Ingredientes por cápsula: 

VGA-1® (Lactobacillus rhamnosus, Lactobacillus acidophilus): 50 mg (5x109 UFC)

 

Modo de usar:

Tome 1 cápsula por dia.

 

Aviso:

Os suplementos alimentares não devem ser usados ​​como substitutos de uma dieta equilibrada. Não exceder a dose diária recomendada. Mantenha em local fresco, seco e fora do alcance de crianças. Não armazene acima de 25ºC. Contém adoçante. O consumo excessivo pode produzir efeitos laxantes.

Entre em contato!